Eletrobras e Eletrosul são altamente eficientes

 

O Sinergia, a Intersul , Intersindical e representantes dos trabalhadores no conselho de administração da Eletrosul fizeram um debate, nesta segunda-feira, 11, no CREA-SC, com representantes do Fórum Parlamentar Catarinense apresentando dados que comprovam a eficiência e contra a privatização da Eletrobras.  

A Eletrobras há 55 anos gera e transmite energia para todo o país, é 10º maior empresa de energia elétrica do mundo, reconhecida internacionalmente, tem 94% de geração por fontes renováveis – 87% hídrica, é a maior responsável pela matriz elétrica brasileira, executa programas de governo Procel, Luz para todos, Proinfa, etc.

Os argumentos apresentados pelo Sinergia no debate mostram que o Congresso Nacional não pode ser excluído do processo de privatização da Eletrobras, tal qual está ocorrendo. Existem razões de interesse nacional para que o art. 31 da Lei 10.848/04 expressamente exclua a Eletrobras do PND. Por isso, é de responsabilidade do Congresso exigir esse debate e ampliar as considerações sobre a privatização.

Foi demonstrado através de dados que a Eletrosul e Eletrobras são empresas altamente eficientes e estão preparadas para transformar o conceito de Serviço Público como referência de qualidade e fomento da infraestrutura. São instrumentos imprescindíveis para o desenvolvimento regional e controle das águas e dos reservatórios que são fundamentais para a inserção das matrizes energéticas renováveis (eólica e solar). Não estão quebradas e tem plano de otimização em curso aprovado no Plano Diretor de Negócios e Gestão 2017-2012 (PDNG), incluindo desinvestimentos na ordem de R$ 20bi.