A Eletrosul e Celesc estão na mira da privatização. Estudos da ANEEL e da UnB apontam que com a privatização haverá um aumento inicial de 16,7% nas contas de energia elétrica.A proposta de venda da Eletrobras sobretudo por um valor tão reduzido (cerca de 20 bilhões de reais quando seus ativos valem muito mais de 300 bilhões de reais) acarretará na perda de interesse em explorar e investir em novos empreendimentos necessários à matriz elétrica.

Para debater e discutir os reflexos disso para a sociedade catarinense a Frente Parlamentar em Defesa das Empresas Públicas está convidando a população para uma audiência pública que vai ser realizar no dia 4 de outubro às 9 horas no auditório Deputada Antonieta de Barros da Assembléia Legislativa de Santa Catarina. O tema da audiência é “A privatização do sistema elétrico: implicações na economia e na vida da população”. A presença de cada um é importante.