Privatizar a Eletrosul e Eletrobras é entregar rios e reservatórios para empresas estrangeiras, é colocar em risto a soberania do Brasil. Vejam como exemplo o crime ambiental da barragem de Mariana em Minas Gerais, provocado pela empresa Samarco. Se privatizarem a Eletrobras a conta de luz vai aumentar. Por esses motivos, no dia 16 de abril as trabalhadoras e trabalhadores das empresas do grupo Eletrobras irão parar suas atividades em protesto a mais esse ataque do atual governo golpista à soberania do nosso país.


Para apoiar essa mobilização nacional contra a privatização, nessa segunda-feira, 16, as trabalhadoras, trabalhadores, dirigentes sindicais do Sinergia irão fazer uma panfletagem na Esquina Democrática, na Rua Felipe Schimidt, no centro de Florianópolis para levar mais informações à população. 


Participe!