Com o desmonte da Previdência tendo passado pela aprovação em segundo turno, o CNE avalia que o Ministro Paulo Guedes e o Presidente da Eletrobras Wilson Pinto Jr vão intensificar o foco nas ações para privatização. Nesta semana de muitas atividades em Brasília-DF, o Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) se reuniu para estabelecer e alinhar estratégias jurídicas e políticas na luta contra a privatização da Eletrobras. Semana que vem devem ocorrer reuniões com as coordenações das frentes parlamentares em defesa das empresas do setor elétrico. Aproveitando a estada em Brasília, os dirigentes sindicais do CNE conversaram informalmente com o Ministro vice-presidente do TST sobre o andamento do Processo de Mediação do Acordo Coletivo de Trabalho. O Ministro informou aos dirigentes que a proposta de mediação ainda não está finalizada e será objeto de despacho oficial nos autos do processo. O CNE continua no aguardo da proposta para que possam ser marcadas as assembleias que irão deliberar sobre os encaminhamentos do acordo coletivo de trabalho.